Biblioteca Pública Municipal Cora Coralina (Temática Feminista)

Inaugurada como Biblioteca infantil de Guaianases em 21 de maio de 1966, atende público de todas as idades e conta com um acervo de mais 40 mil exemplares constituído por livros de literatura e informação, revistas, histórias em quadrinhos, gibis, mangás, atlas, multimídia, livros falados, audiolivros, entre outros.

Acessibilidade: Sim

Acessibilidade física:

Capacidade: 84

Horário de funcionamento: Atendimento: 2ª a 6ª das 9h às 18h, Sáb., das 9h às 16h. Dom., das 10h às 15h.

Site: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/bibliotecas/bibliotecas_bairro/bibliotecas_a_l/coracoralina/

Email Público: bcsp.ccoralina@prefeitura.sp.gov.br

Telefone Público: (11) 2557-8004

Endereço: Rua Otelo Augusto Ribeiro, 113 , Guaianazes, 08412-000, São Paulo, SP

CEP: 08412-000

Logradouro: Rua Otelo Augusto Ribeiro

Número: 113

Complemento:

Bairro: Guaianazes

Município: São Paulo

Estado: SP

Zona: Leste 2

Subprefeitura: GUAIANAZES

Distrito: GUAIANASES

Descrição

Em julho de 1986 a Biblioteca Infantil de Guaianazes recebeu a denominação de Biblioteca Infantojuvenil Cora Coralina, em homenagem à poetisa goiana nascida em 1889.

A biblioteca foi reformada em 2008 e ganhou um auditório com capacidade para 84 pessoas possibilitando a ampliação das atividades culturais. A entrada principal passou para a Praça Jesus Teixeira da Costa, onde foi instalada uma plataforma elevatória para facilitar o acesso de pessoas com deficiência e da terceira idade.

No dia 4 de julho de 2015, a Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, inaugurou a primeira sala temática feminista de São Paulo. Concebida a partir da vocação natural do espaço da biblioteca, que já recebe o nome de uma marcante escritora brasileira, o local se propõe a valorizar a luta e as ações do movimento em defesa dos direitos das mulheres. Sob a curadoria da artista Biba Rigo, uma das salas desta biblioteca recebeu ambientação com a temática feminista, contando com a participação das mulheres que, a partir de suas próprias histórias, olhares e experiências, participaram de oficinas de artes visuais e garantiram ao local um visual com destaque para o empoderamento das mulheres na apropriação de seu espaço.

Além de um acervo com mais de mil obras para empréstimos, consultas, estudos e pesquisas, a Biblioteca Pública Temática Feminista Cora Coralina quer se consolidar como um ponto de referência cultural na discussão de gênero e feminismo de São Paulo, a partir de uma programação cultural continuada, com atividades de cinema, música, teatro, literatura, rodas de conversa e oficinas.

Critérios de uso do espaço

Informações aos Usuários - É vedado aos frequentadores da biblioteca: •Entrar na biblioteca com bolsas, sacolas, mochilas, pochetes, pastas, fichários, maletas para laptops, estojos, objetos cortantes, alimentos e bebidas. A biblioteca possui guarda-volumes à disposição dos usuários e as chaves devem ser devolvidas na saída. Em caso de perda, avisar na portaria imediatamente; •Fazer uso de celulares nos espaços da biblioteca (lei municipal 12.511/97); •Dar aulas particulares no espaço da biblioteca; •Distribuir panfletos com fins lucrativos (propaganda de lojas, serviços, etc.); •Praticar comércio dentro da biblioteca.

Galeria

evento entre e

Publicado por

SMB - Sistema Municipal de Bibliotecas

O Sistema Municipal de Bibliotecas é composto por 52 bibliotecas públicas, 14 Pontos de Leitura, 13 Bosques da Leitura e 72 Roteiros de Ônibus-Biblioteca. As bibliotecas oferecem obras de referência, livros de literatura e informação, revistas, atlas, multimídia e outros. Além dos serviços de consulta e empréstimo, pesquisa e leitura, promove atividades culturais, cursos e oficinas.